2021-07-15

A União Europeia está pronta para considerar novas sanções contra o regime de Minsk devido a buscas e detenções em organizações não governamentais que ocorreram em toda Belarus, em 14 de julho de 2021, declarou o chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell.

A declaração também afirma que a UE continuará a apoiar iniciativas internacionais para garantir a responsabilização, incluindo no âmbito do Conselho de Direitos Humanos da ONU e da Plataforma Internacional para Belarus, para levar os responsáveis pela repressão à justiça.

A organização internacional Human Rights Watch também fez declarações sobre a onda de buscas de defensores dos direitos humanos, jornalistas e ativistas belarussos. A vice-diretora do HRW para a Europa e Ásia Central, Rachel Denber, relatou que as buscas e detenções de ontem visavam deliberadamente os defensores dos direitos humanos. Portanto, as autoridades se vingaram abertamente por essas pessoas terem documentado as repressões recentes.

A Alta Comissária da ONU para Direitos Humanos, Michelle Bachelet, considera inaceitáveis as repressões que mais uma vez destacam o desrespeito flagrante das autoridades belarussas frente às suas obrigações em defesa dos direitos humanos.