2021-06-14
Manifestação em Bruxelas.

Em Minsk, aposentados fizeram uma passeata em apoio aos presos políticos. Eles marcharam com bandeiras branca vermelha e branca, de roupas brancas, gritando “Liberdade para os presos políticos!”, “Belarus será livre!”, “Tirem as mãos de Belarus!”, “Não esqueceremos, não perdoaremos!”.

No outono do ano passado, essas passeatas de aposentados na capital eram regulares até que a polícia começou a dispersá-los e deter os participantes.

Em Bruxelas, não muito longe da sede da OTAN, belarussos da Bélgica organizaram piquete para chamar ainda mais atenção para o problema de Belarus. Os manifestantes exigiram a imposição de duras sanções contra o regime de Lukashenka e o fim do apoio da Rússia ao regime.

A diáspora belarussa no Japão realizou uma ação performática contra a violência no centro de Tóquio, perto da famosa estátua de Hachiko.

O artista Illiá Yerashévitch mostrou simbolicamente como o regime ditatorial está tentando estrangular o livre povo belarusso enrolando um laço em seu pescoço. Mas o laço de violência foi rompido, porque a sede de liberdade do povo belarusso não pode ser quebrada.