2021-07-13
Voluntários da Fundação “País para Se Viver”.

As repressões contra representantes ativos do setor público continuam em Belarus.

Em 9 de julho de 2021, foram detidos os voluntários da Fundação “País para Se Viver”: Anton Stasheuski, Yuliya Syrykh, Maryna Dubrouskaya, Tatsiana Astrouskaya. Eles podem pegar até 6 anos de prisão e são acusados de acordo com o art. 361 p. 2 (financiamento de atividades de um grupo extremista). Os voluntários não fizeram nada ilegal, apenas coletaram alimentos doados por outros belarussos e entregaram-nos para presos políticos, sem arrecadar nenhum dinheiro. Apenas no mês passado, os voluntários do fundo doaram 2,8 toneladas de alimentos para 113 presos políticos.

Sviatlana Tsikhanouskaya apoiou os voluntários e ativistas da “País para Se Viver” que estão enfrentando a repressão. Seu esposo, o prisioneiro político Siarhei Tsikhanouski, deu início à abertura da Fundação “País para Se Viver” para apoiar o movimento voluntário e ativistas de todos os comitês de candidatos alternativos para a campanha eleitoral de 2020.