2022-01-28

Sviatlana Tsikhanouskaya foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz de 2022 conforme informa seu conselheiro Franak Viatchorka. “Este é um reconhecimento para todo o povo belarusso que continua lutando pela liberdade”, escreveu ele. Os iniciadores foram dois parlamentares noruegueses. Esta é a segunda nomeação da líder da oposição belarussa: no ano passado, a sua candidatura foi apresentada pelo presidente lituano Gitanas Nausėda.

Em seu discurso recente, Tsikhanouskaya reforçou que o número de presos políticos em Belarus ultrapassou um mil e o número de pessoas detidas nas prisões por motivos políticos é ainda maior. Ela observou: “1.000 presos políticos não são apenas 1.000 famílias sem ganha-pão, corações partidos e vidas quebradas de parentes e amigos. 1.000 presos políticos é a razão pela qual muitos países se recusaram a cooperar com Belarus, e estamos a perder muito dinheiro com isso. <…> Enquanto essas pessoas não estiverem livres, você também estará pagando o preço. Você está sendo privado da sua vida normal”.