2021-12-01
Imagem para fins ilustrativos.

A polícia belarussa revistou as casas de vários jornalistas e ativistas de direitos humanos em todo o país, de acordo com os relatórios das ONGs. O Centro de direitos humanos Viasná disse em um comunicado que uma série de buscas ocorreram na madrugada de 1º de dezembro. Em Minsk, pelo menos 10 casas foram revistadas, com telefones, pen drives e outros equipamentos confiscados. Vários jornalistas e ativistas em Minsk, Hrodna, Brest, Vítsebsk, Krýtchau, Rétchytsa e Mazyr foram levados para serem interrogados após as buscas.

A maioria dos afetados disse que não pode revelar os detalhes de sua detenção porque foram alertados sobre as consequências legais. No entanto, a Rádio Svaboda cita um ex-prisioneiro político dizendo que Minsk “está procurando os mentores e financiadores dos protestos”. Esta recente onda de repressões marca um novo estágio na contínua repressão aos meios de comunicação e organizações não governamentais de Belarus.