2021-06-15
O presidente da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, e Sviatlana Aleksiêvitch, durante a cerimônia de premiação, em Berlim.

Um dos maiores prêmios da Alemanha foi entregue à escritora belarussa ganhadora do prêmio Nobel, Sviatlana Aleksiêvitch. Aleksiêvitch recebeu a Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha. Ela recebeu a Grã-Cruz de 1º grau das mãos do Presidente da República Federal da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier.

Steinmeier em seu discurso abordou os muitos meses de protestos em Belarus. “O rosto de uma mulher é o rosto de um desejo de futuro pacífico, corajoso e ainda brutalmente reprimido”, enfatizou o chefe de Estado.

Segundo Aleksiêvitch, a oposição foi expulsa das ruas, e muitas pessoas, do país, mas os manifestantes nunca aceitarão o retorno à escravidão: “Eles nunca serão quem eram até o verão de 2020”.

Entre as obras mais conhecidas da escritora estão os livros “A Guerra Não Tem Rosto de Mulher”, “Meninos de Zinco” e “Vozes de Tchernóbil”. Agora Aleksiêvitch está trabalhando em um novo livro dedicado à “revolução com rosto de mulher” sobre os protestos em massa contra o regime de Lukashenka, que começaram em agosto de 2020.

Após o início dos protestos em massa em 2020 contra as eleições presidenciais fraudadas, Aleksiêvitch entrou no presidium do Conselho de Coordenação, que foi criado por iniciativa da líder da oposição Sviatlana Tsikhanouskaya. Todos os sete membros do presidium foram presos (Maryia Kalêsnikava, Maksim Znak) ou foram forçados a deixar o país.