2022-01-19
Aliaksandr Ivúlin

O prisioneiro político Aliaksandr Ivúlin, jornalista esportivo, blogueiro e jogador do clube de futebol Krumkatchý, de Minsk, que está preso há mais de sete meses, foi sentenciado a dois anos de prisão. De acordo com os investigadores, em 23 de agosto e 27 de setembro de 2020, Ivúlin, junto com outras pessoas, “deslocou-se pela estrada … bloqueando o caminho para carros”. Ele também é acusado de ter publicado vídeos “de natureza incentiva para fins de realização de atividades destrutivas”. A empresa estatal de trânsito Minsktrans cobrou do jornalista 39.000 rubels (mais de 13.000 euros ou cerca de 82.000 reais).

Aliaksandr Ivúlin foi detido em 3 de junho de 2021 e condenado pela primeira vez a 30 dias de prisão administrativa, supostamente por ter uma bandeira belarussa histórica na sua janela. Mas ele nunca foi solto. No seu último discurso do julgamento, o jornalista negou todas as acusações contra ele e pediu ao tribunal que não o privasse da possibilidade de jogar futebol. Ivúlin falou sobre seus pais e irmão mais velho com deficiência, que precisam de sua ajuda. Em conclusão, Ivúlin afirmou que continua acreditando no Estado de direito, nas normas da moralidade humana e em pessoas.

Famosos atletas e fãs de futebol belarussos apoiaram repetidamente Aliaksandr Ivúlin. A diáspora belarussa também apoia ativamente o jornalista. Em 26 de setembro de 2021, a Copa de Aliaksandr Ivúlin aconteceu na Escócia, organizada pelo Consulado Popular de Belarus em Edimburgo e pela organização de direitos humanos Libereco. Na véspera do julgamento, manifestações de apoio a Ivúlin foram realizadas na Polônia, Lituânia e Ucrânia.