2021-06-19
Picture shown is for illustration purpose only.

Organizações não governamentais e a diáspora belarussa abordaram clientes da BMZ repetidamente, incluindo aSсandia Steel Baltic, que faz parte da empresa sueca Scandia Steel, que pertencente à fundação Storskogen, com relação a violações dos direitos dos funcionários em seu fornecedor e sua conformidade com seu código de ética.

Em sua respostadirigida ao Sindicato Belarusso no Reino Unido (PUBB), em 18 de junho de 2021, a Scandia Steel declarou que “leva a sério todas as alegações de violações dos direitos humanos, seja em relação às nossas próprias atividades ou às nossas relações comerciais. Compartilhamos suas preocupações sobre o tratamento dos trabalhadores”.

O conselho de diretores da Scandia Steel considerou esta questão e decidiu “abandonar gradualmente a BMZ como fornecedor e suspender os pedidos futuros para o fornecimento da BMZ.”