2021-07-01
Mikalai Dziadok no tribunal.

Na segunda sessão do tribunal, o blogueiro e ativista do movimento anarquista Mikalai Dziadok falou sobre sua prisão: em 11 de novembro, sete funcionários do GUBOPiK invadiram o apartamento pela porta e janela. Imediatamente algemaram-no e começaram a bater nele, sufocando com travesseiro e exigindo a senha do equipamento. Eles ameaçaram levá-lo para um matagal e despi-lo. Um dos oficiais de segurança disse: “Você entende que não vai sair [vivo] do centro de detenção preventiva?” Para fazê-lo gravar um vídeo de confissão, ele foi levado a uma despensa e borrifado com gás de pimenta.

O advogado disse que no departamento do GUBOPiK, nos braços e na boca de Dziadok foram colocadas garrafas com uma mistura combustível, supostamente encontradas com ele. Ele também foi forçado a assinar documentos cujo conteúdo não viu.