2021-06-24
Ihar Losik (canto superior esquerdo), Siarhei Tsikhanouski (linha superior, centro), Mikalai Statkevich (canto superior direito), Uladzimir Tsikhanovich (canto inferior esquerdo), Artsiom Sakau (canto inferior direito) e Dzmitry Papou (canto inferior direito).

Em Homel, começou um julgamento a portas fechadas de Siarhei Tsikhanouski, Mikalai Statkevitch, Ihar Lossik, Uladzimir Tsyhanovitch, Dzmitry Papou e Artsiom Sakau.

Os advogados dos réus assinaram um contrato de sigilo. Mesmo os parentes dos acusados não foram autorizados a comparecer, enquanto os meios de comunicação estatais foram autorizados a filmar.

No tribunal, Statkevitch gritou “Viva Belarus!”, e Tsikhanouski mostrou seu gesto de marca registrada – um punho.

Espera-se que o “caso Tsikhanouski” seja considerado pelo menos até 30 de julho.