2022-01-04
Dzmitry Uskhópau.

Dzmitry Uskhópau (27), da cidade de Réchytsa, morreu na noite de Ano Novo, no departamento de internamento do hospital, para onde foi levado da polícia, escreve “Paléskaya Viasná”. Em 4 de janeiro, soube-se da detenção de amigos do falecido.

De acordo com ativistas de direitos humanos, Dzmitry Uskhópau foi detido em um ponto de ônibus, por uma patrulha da polícia. O homem resistiu e foi levado para a delegacia. Os parentes do falecido disseram que quando viram o corpo de Uskhópau, notaram que a roupa dele estava encharcada de água, até a cueca, e rasgada. Havia um ferimento redondo de 1,5 centímetro em sua têmpora e seus pulsos estavam roxos.

De acordo com a polícia de Belarus, Uskhópau teve intoxicação alcoólica grave e presença de drogas na urina, e sua morte não foi traumática. Os policiais afirmam que o homem se sentiu mal no caminho, foi levado ao hospital, mas os médicos não conseguiram salvá-lo. Os parentes de Uskhópau não acreditam nisso e dizem que o jovem foi espancado gravemente, na delegacia.

Na noite de 3 de janeiro, três amigos do falecido foram detidos. O Comitê de Investigação afirma que eles estão supostamente envolvidos no tráfico de drogas.

Dzmitry Uskhópau deixou uma filha de cinco anos.