2021-06-10
Raman Pratassêvitch.

Imediatamente após o incidente com o pouso forçado da aeronave Ryanair em 23 de maio de 2021, com o objetivo de capturar Raman Pratassêvitch, propagandistas russos lançaram uma operação direcionada contra o público de língua inglesa para espalhar desinformação sobre este incidente.

De acordo com as descobertas do iSANS, esta operação foi realizada da mesma forma que os grupos russos e pró-Lukashenka costumam fazer no Telegram. Depois que um canal anônimo lança a desinformação, ela é captada pela mídia afiliada, que “legitima” a informação falsa, que então chega à grande mídia.