2021-07-16
As portas do escritório da Rádio Svaboda, em Minsk, após a busca em 16 de julho de 2021.

No dia 16 de julho, desde de manhã cedo, forças de segurança voltaram com buscas a jornalistas e ativistas de direitos humanos em Minsk, Pinsk, Brest, Ivatsévitchy, Hômel, Rétchytsa, Hrodna.

As buscas e interrogatórios ocorreram em casas de pelo menos 16 jornalistas que trabalham para Belsat TV. Pelo menos 4 jornalistas continuam detidos, entre eles Ihar Illyash, esposo da prisioneira política jornalista Katsiaryna Andreyeva, que foi condenada a 2 anos de prisão por uma reportagem ao vivo na Praça das Mudanças, da ação em memória do assassinato de Raman Bandarenka. Belsat TV é um canal de TV independente em Belarus, em operação desde 2007.

As forças de segurança destruíram o escritório do Serviço belarusso daRádio Svaboda, a porta foi arrombada, todo o equipamento de escritório foi retirado, três jornalistas foram presos. A Rádio Svaboda (Radio Liberty) é uma organização sem fins lucrativos fundada pelo Congresso dos Estados Unidos.

Também foi realizada uma pesquisa na instituição de informação social TimeAkt, no sindicato independente de trabalhadores da indústria de rádio-eletrônica REP, em casas dos membros do conselho da organização Iniciativa Legal.

As autoridades explicaram as buscas em massa de defensores dos direitos humanos e jornalistas pela afirmação de uma série de organizações não governamentais e mídia estarem envolvidas no “movimento paralelo de fundos, evasão fiscal e financiamento de atividades de protesto”. Por financiar atividades de protesto, as forças de segurança entendem a organização de seminários educacionais e o reembolso de multas.