2021-06-09
Sviatlana Tsikhanouskaya.

Sviatlana Tsikhanouskaya participou da audiência no Comitê das Relações Internacionais do Senado dos Estados Unidos, sobre a situação em Belarus.

Os senadores pediram para fortalecer as sanções contra Minsk e estendê-las à indústria de refinaria de petróleo e à exportação de fertilizantes à base de potássio.

A Embaixadora dos EUA em Belarus, Julie Fischer, que ainda está na Lituânia, declarouque em breve os Estados Unidos poderão adotar novas sanções contra Minsk.

No seu pronunciamento, Sviatlana Tsikhanouskaya observou que a resposta internacional ao sequestro da Ryanair foi rápida e eficaz, mas não deve se limitar a este incidente. “Toda a situação em Belarus merece uma resposta abrangente. Caso contrário, Lukashenka transformará nosso país em uma Coréia do Norte europeia – opaca, imprevisível e perigosa”.

Tsikhanouskaya exortou os EUA a ampliar as sanções contra os cúmplices de Lukashenka e grandes empresas estatais, a discutir a crise em Belarus nas cúpulas do G7, da OTAN, da UE e dos EUA e a desenvolver um pacote de assistência que os belarussos possam receber após a queda do regime.

Hoje Sviatlana Tsikhanouskaya fez um pronunciamento com um apelo aos senadores e ao povo tcheco no Senado da Tchéquia. Esta é a segunda vez na história que uma pessoa não-tcheca faz pronunciamento no Senado.