2022-01-14
A imagem é ilustrativa.

A partir de 1º de fevereiro de 2022 cessa o transporte de fertilizantes de Belarus pelas ferrovias lituanas. Em 12 de janeiro de 2022, o Governo da Lituânia apoiou a conclusão de uma comissão especializada de que o acordo entre as Ferrovias Lituanas (Lietuvos gelezinkeliai) e a produtora belarussa de fertilizantes à base de potássio, Belaruskali, não atende aos interesses da segurança nacional e deve ser rescindido.

O problema com o trânsito do potássio belarusso pela Lituânia surgiu devido às sanções dos EUA contra Belarus adotadas em agosto, que, diferentemente das europeias, se aplicam a todos os produtos da empresa. Os Estados Unidos são um parceiro importante da Lituânia, e uma tentativa de sair das sanções traz riscos à reputação de Vilnius. A situação com o trânsito causou um escândalo no governo lituano: o chefe do Ministério das Relações Exteriores e o Ministro dos Transportes do país anunciaram sua prontidão para renunciar. A primeira-ministra da Lituânia, Ingrida Simonyte, prometeu encontrar uma solução com danos mínimos ao país.

Também a partir de 1º de abril de 2022, a empresa norueguesa Yara, que comprava em média 15% de fertilizantes da produção total do empreendimento, parará sua cooperação com Belaruskali. Especialistas veem a relação entre essas decisões.