2021-06-10

Parlamento Europeu por maioria aceitou uma resolução apelando à UE para impor novas sanções contra o regime de Lukashenka.

Os deputados europeus apelam a medidas económicas e sectoriais rápidas destinadas às principais indústrias belarussas, em particular às matérias-primas e produtos petrolíferos, potássio, metalurgia e madeira.

Os parlamentares propõem que se considere a possibilidade de exclusão temporária de Belarus do sistema SWIFT.

Eles também pedem às empresas registradas na União Europeia, em particular, a Siemens AG, encerrar a cooperação com as autoridades belarussas através do intercâmbio de tecnologias e know-how.

A resolução exige que Belarus seja impedida de participar de organizações esportivas internacionais e eventos internacionais, incluindo os campeonatos europeu e mundial e os Jogos Olímpicos de Tóquio. Os parlamentares apelam à União das Associações Europeias de Futebol (UEFA) para privar a televisão estatal belarussa dos direitos de transmissão do torneio de futebol e, em vez disso, transferir esses direitos para o canal de televisão Belsat gratuitamente. Mais tarde apareceu informação de que a UE pode impor sanções contra 71 pessoas e sete organizações de Belarus.