2021-07-12
https://gdb.rferl.org/67609ffe-3f5f-4ccb-9a4f-fd2d42159ea8_cx0_cy9_cw0_w1023_r1_s.jpg
Barreiras na fronteira com a Lituânia.

O crescimento da migração ilegal nas fronteiras da Polônia, Lituânia e Letônia, do lado de Belarus, continua. O número de imigrantes ilegais detidos na fronteira entre a Polônia e Belarus já dobrou em comparação com os do ano passado.

A partir de 12 de julho, a fronteira da Letônia com Belarus e a Rússia, militares vão patrulhar junto com os guardas de fronteira.

Anteriormente, devido ao afluxo de migrantes de Belarus, a agência de fronteira europeia Frontex inciciou uma operação urgente na fronteira entre a Lituânia e Belarus. Os guardas de fronteira da Lituânia na fronteira com Belarus em 2021 já detiveram 1.634 imigrantes ilegais. Isso é quase 20 vezes mais do que em todo o ano passado. O governo lituano declarou situação de emergência nacional. O ministro das Relações Exteriores da Lituânia, Gabrielius Landsbergis,propõe apresentar novas sanções contra Belarus em resposta à crise migratória.

Em 12 de julho, em uma reunião conjunta das Comissões de Relações Exteriores e Liberdades Civis do Parlamento Europeu, a Comissária da UE para Assuntos Internos Ilva Johansson apontou sobre as ações deliberadas do regime de Lukashenka para incitar a crise migratória na fronteira entre a República de Belarus e a UE.