2022-01-07
Dzmitry Dudoits.

Segundo o informe da Rádio Svaboda, o prisioneiro político Dzmitry Dudoits suicidou-se na cidade de Mahiliou. Comitê Investigativo de Belarus publicou uma filmagem da câmera de vigilância no centro da cidade, em que Dzmitry salta de um viaduto para a estrada.

Dzmitry Dudoits (43), da cidade de Smarhon foi condenado a dois anos de reclusão por um suposto comentário em rede social dirigido ao chefe da polícia da cidade de Hántsavitchy, Vital Kuliashou, e cumpria pena em uma instituição correcional aberta de trabalho forçado.

No final de dezembro do ano passado, Dzmitry chegou a Mahiliou para cumprir a pena. Na manhã de 5 de janeiro de 2022, junto com vários outros presidiários, Dzmitry foi enviado à clínica para um exame médico, de onde saiu por conta própria e, alguns minutos depois, cometeu suicídio.

Sviatlana Tsikhanouskaya expressou condolências aos familiares e amigos de Dzmitry Dudoits e destacou: “Colônia de trabalho forçado é escravidão legalizada, onde a pessoa se dedica a um trabalho de baixa qualificação e é humilhada. Não sabemos o que o levou a essa ponte, mas sabemos o quão insuportável as condições em que Dzmitry estava. E tudo isso, por seis palavras escritas ainda antes das eleições…”