2022-04-15
Lesja Rudnik bei der Aktion der belarusischen Diaspora. Foto aus dem privaten Archiv
Lesia Rudnik em uma manifestação da diáspora belarussa na Suécia. Foto do acervo pessoal

A associação sueca do Movimento Europeu concedeu à belarussa Lesia Rudnik, de 27 anos, o prestigioso prêmio “Europeu do Ano”. O prêmio é entregue anualmente às pessoas associadas à Suécia que contribuíram para a cooperação entre os povos da Europa a fim de promover a liberdade e a paz. O website da associação diz que o prêmio se destina a chamar a atenção para aqueles que lutam pela democracia em Belarus e na Europa Oriental.

Lesia Rudnik é originária de Hrodna, mas vive na Suécia. Até recentemente, ela dirigia a associação pública “Belarussos da Suécia”. Ela está ativamente envolvida em debates e ações de solidariedade, além de conduzir suas próprias pesquisas como estudante de doutorado na Universidade Karlstad. A ativista disse ao portal Zerkalo que este é um prêmio para belarussos da Suécia e belarussos de Belarus. Ela já decidiu que irá redirecionar qualquer prêmio em dinheiro para as necessidades dos voluntários belarussos na Ucrânia e dos presos políticos belarussos.

Sem categoria