2021-11-09
Imigrantes na fronteira belarussa-polonesa.


С мая 2021 года на границах Беларуси с Польшей, Литвой и Латвией продолжается миграционный кризис: люди с Ближнего Востока, из Северной и Западной Африки пытаются незаконно попасть в Евросоюз. В последние недели их поток только увеличился. Мигранты заявляют, что беларусские пограничники помогают им переходить границу.

De 8 a 9 de novembro de 2021, um grupo organizado de 1.000 imigrantes invadiu a fronteira polonesa. Um representante do governo em Varsóvia disse que há cerca de 4 mil imigrantes na fronteira de Belarus com a Polônia, e um total de 10 mil imigrantes em Belarus estão prontos para cruzar a fronteira polonesa. O lado polonês não permite a sua entrada na UE, destacando que não há motivos para a entrada e que se trata de um instrumento de ataques híbridos do regime de Lukashenka. A Polônia também ergueu cercas de arame farpado ao longo da fronteira, fortaleceu o contingente fronteiriço e introduziu um estado de emergência na região fronteiriça.

A União Europeia acusa o regime de Lukashenka de provocar deliberadamente uma crise migratória e de organizar a transferência de milhares de imigrantes ilegais para as fronteiras da UE em resposta às sanções impostas pela UE contra Minsk por repressão política e supressão brutal de protestos pacíficos em Belarus após as eleições presidenciais em agosto de 2020. Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen convocou os Estados-Membros da União Europeia a aprovar a expansão das sanções contra o regime belarusso.

Atualmente, cerca de 800-1000 pessoas por dia chegam a Belarus do Iraque, Síria, Afeganistão e Congo. De acordo com o regulamento de Dublin, os imigrantes devem solicitar asilo no país onde cruzaram a fronteira da UE pela primeira vez. Mas na Polônia, os refugiados preferem não se registar e não deixar as suas impressões digitais na base de dados da UE, pois pretendem ir para a Alemanha ou França, uma vez que estes países proporcionam aos imigrantes assistência financeira e melhores condições em comparação com outros membros da UE. Mais de 8 mil imigrantes já chegaram à Alemanha através de Belarus.